5 de dezembro de 2008

Aula - Natal - Nascimento de Jesus

PLANO DE AULA
NATAL - NASCIMENTO DE JESUS

Objetivo: Levar o evangelizando compreender o verdadeiro significado do natal.
Músicas para harmonizar
Prece Inicial
Primeiro momento:
Qual o verdadeiro significado do natal?
A data do nascimento de Jesus.
Vocês conseguem encontrar o aniversariante nas ruas e lojas?
Não há qualquer sinal de Jesus nas ruas e lojas.
Mas onde está o aniversariante?
*Pedir que não respondam e continuar... “Agora imaginem a data de seu aniversário, o Papai e a mamãe fazem uma festa pra você, mas na festa tem um personagem engraçado e todo mundo dá atenção só a ele, e se esquecem de você. Como você se sentiria?”
*Agora pedir para responderem a pergunta anterior.
É gente... É o que estamos fazendo com nosso irmão Jesus, estamos esquecendo Dele... Substituindo Ele (por presentes, festas e etc.).
Jesus estava no plano espiritual antes de encarnar na terra há uns dois mil anos, assim como aconteceu conosco e, por ser um Espírito muito mais sábio que os homens - Ele é como um irmão mais velho para nós - Deus o enviou para cumprir uma missão junto de nós, sabem qual? Qual foi essa missão? Sua missão foi a de deixar ensinamentos (aqui comentamos alguns ensinamentos deixados por Jesus) ao homem da terra, e a cumpriu fielmente. Deus conferiu Lhe a tarefa de ensinar a nós lições de amor e de respeito pela vida e pelos semelhantes.
Mas, Natal é mais um dia para renovarmos sentimentos, atitudes no bem; mudar nosso modo de sentir; abraçar nossos inimigos (devemos entender como inimigo qualquer pessoa que desentendemo-nos com ela), a perdoar a quem nos ofende; a amar mais nossos semelhantes, sendo paciente e menos orgulhoso (pedir mais exemplos de como podemos amar nossos semelhantes) é esse um dos significados especiais do natal, não é apenas época de receber presentes e fazer festas. O próprio nascimento do Cristo foi aprendizado, me refiro a manjedoura que é um comedouro de animais e serviu-lhe de berço, essa foi a primeira lição que deixou - a de humildade. Estamos substituindo Jesus nos nossos corações, e não devemos deixar que isso aconteça - deixar de viver o VERDADEIRO NATAL.
Segundo momento:

Criamos um ambiente:
Um painel representando o céu e estrelas, o outro, árvores (ambos feitos em TNT). No centro da sala, criamos uma fogueira artificialmente, galhos (papel) e por baixo uma extensão de uma lâmpada que simula a luz da fogueira. E envolta da “fogueira” (com as luzes da sala apagada), sentados em círculos redondos feitos de emborrachado, contamos a história do Menino Bom.


HISTÓRIA
Um Menino Bom

Tenho agora uma história muito bonita, e muito verdadeira para contar-lhes. Deus, nosso Pai, criou também um menino muito bom. Ele viveu unicamente para ensinar os homens a amarem-se como irmãos, e a fazerem o bem uns aos outros. Esse homem chamava-se Jesus, e é a história Dele que vocês vão ouvir.
Havia em num país distante chamado Palestina, na cidade de Nazaré, uma pequena aldeia, um casal: José e Maria. Esse casal precisou ir para a cidade de Belém e Maria estava grávida.
A viagem foi muito penosa, naqueles tempos não havia meios de transportes confortáveis como hoje para viajar. E um pouco a pé, outro pouco montados num burrico, que eles venceram a distância que separavam as povoações. Quando chegaram a Belém, não conseguiram nem um quarto para descansar e Maria estava para ganhar o bebê. O que José conseguiu, foi acomodar Maria em um curral perto da cidade.
E numa noite muito bonita, de céu todo estrelado, perfumada pela brisa suave que vinha dos campos, Maria ganhou seu bebê. Ela cobriu-O com algum pano, deitou-O na manjedoura forrado com capim que serviu de berço, para o menino divino dormir; e, pôs-lhe o nome de Jesus.
Ali pelos arredores, havia pastores trazendo seus rebanhos para passarem a noite em segurança. Alguns deles estavam em volta ao pé da fogueira quando apareceu um anjo, ou, um Espírito superior muito bom e puro. Os pastores se assustaram e ficaram com medo, mas o anjo lhes disse:
- “Não tenham medo; venho trazer-lhes uma notícia que será de grande alegria para vocês e para todo o povo; é que hoje nasceu o Salvador do mundo, que é Jesus. E se vocês quiserem ir vê-lo, este é o sinal que lhes fará conhece-lo: acharão um menino envolto em panos e posto numa manjedoura”.
Um dos pastores admirado e pensativo disse:
-“Vamos até Belém, e vejamos o que é que aconteceu, o que é que Deus nos revelou”.
Quando chegaram ao curral, de fato acharam Jesus envolto em paninhos, dormindo na manjedoura forrada de capim. Maria estava acomodada ao seu lado, e José, de pé à cabeceira velava pelos seus dois entes queridos.
Mas não foram apenas os pastores que visitaram Jesus quando ele nasceu. Ele recebeu a visita dos Magos do Oriente. Os Magos são sábios, sacerdotes de antigas religiões daquelas terras; estudavam todas as ciências, e como também conheciam as coisas da espiritualidade, sabiam que um dia viria ao mundo um Espírito muito superior, o mais superior de quantos já tinham vindo á terra, para ensinar aos homens a viverem de acordo com as leis divinas.
E guiando eles por vales, montanhas, desertos ardentes até Jerusalém, uma grande estrela conduziu os magos até o curral onde estava Jesus.
Ao chegarem, encontraram velando ao seu lado, como fazem todas as mães, Maria. Os magos o adoraram, e mandaram que seus criados descessem dos camelos as malas; e tiraram delas ouro, incenso e mirra, e deram de presente ao menino.
Alguns dias depois que os magos partiram, dormia José recostado ao lado da manjedoura, depois de Maria ter cuidado do menino, e sonhou. Sonhou que lhe apareceu um anjo vestido de luz, que lhe disse:
-”Levanta José, pegue o menino e sua mãe, e foge para o Egito, e fica lá até que eu te
avise. Porque o Rei Herodes vai procurar o menino para matá-lo”.
José obedeceu ao aviso celeste, embora fosse noite alta levantou-se, contou o sonho á Maria, arrumaram suas coisas, e partiram para o Egito. Meses depois teve outro sonho com o anjo dizendo que ele fosse para Israel, José obedeceu e foi, mas chegando lá, teve que levar sua família para outra cidade novamente, a cidade de Nazaré.
Foi em Nazaré que Jesus cresceu, e passou sua infância. Ele era muito inteligente, estudioso e trabalhador. Quando completou sete anos, seus pais o matricularam na escola, onde aprendeu a ler e a escrever; dedicava uma parte de seu tempo a brincar com seus companheiros, e outra parte a trabalhar com seu pai na carpintaria e a estudar as lições.
Essa é parte da história do menino bom. Sua mãe, meiga e carinhosa, chamava-se Maria e seu pai chamava-se José. O Nome desse menino bom era JESUS.

Terceiro momento: Fazer um presépio de papel colando numa base de cartolina.

Prece Final
____________________________________________________________________________

PRESÉPIO PARA MONTAR












6 comentários:

carol disse...

Muito obrigada!

Precisava de uma aulinha para alunos de 03 a 06 anos e essa vai ficar muito boa!

Marieta disse...

Muito legal, obrigada por disponibilizar.

Cristiane disse...

Sou do GFE João Cabete de Campinas e tenho usado muito as aulas do seu blog. São maravilhosas! Obrigada! Bjs

Juliana disse...

Muito bom! Gostei muito! Fiz umas modificação de acordo com a minha turma.

Emmanuela disse...

ADOREI A AULINHA! MEUS MENINOS DO MATERNAL VÃO ADORAR! Obrigada.

Anônimo disse...

Obrigada por disponibilizar aulas de evangelização. Cuido de crianças em um centro espírita de Maringá-Pr., enquanto os pais vêm palestra pública. Introduzimos em cada dia um assunto para que eles não só brinquem, mas saiam com algum ensinamento. Essas aulas nos têm sido de muita valia! Deus te abençoe.