24 de abril de 2014

AULA – A TOLERÂNCIA E COMPREENSÃO



Harmonização com músicas

Prece Inicial

DINÂMICA - Aplicar a dinâmica do palito de fósforo (20 min.)

Objetivo: Trabalhar as sensações de cada um dos três integrantes do grupo durante a tarefa, abordando os sentimentos de paciência, tolerância e compreensão.

Material: Vendas para os olhos, palitos de fósforo

Procedimentos: Formar grupos de 3 pessoas, em que um faz  a mímica, um  executa e outro instrui.
- O executor deve estar de olhos vendados e deve fazer as figuras com a mão não dominante. Somente ele poderá tocar nos palitos de fósforo.
- O Instrutor não pode encostar no executor (manter mãos para trás), e deve instruir somente verbalmente
- O Observador não pode falar, somente fazer mímica para o instrutor, a fim de ajudar no processo, também não pode tocar o executor.

Desafio: construir, com os palitos de dentro da caixinha as seguintes figuras: uma casa (17 palitos), uma ponte (16 palitos), um castelo (18 palitos), uma estante (15 palitos), um caminhão (16 palitos).

Reflexão: A paciência é uma virtude a ser exercitada por todos nós diariamente, nas nossas atividades mais comuns como estudar, arruma as nossas coisas, ouvir as pessoas, ao começar uma tarefa em casa, na escola etc.


1.     Fazer a dinâmica sobre a Compreensão (15 min.)

Objetivo: Refletir que a forma como pensamos depende da capacidade de entender e compreender o que está a nossa volta. Quando conhecemos e compreendemos melhor algo aproveitamos melhor as oportunidades.

Material: Gravuras de ilusões de óptica.

FONTE: ilusões de óptica no google






Procedimento: Apresentar as imagens de forma individual, ora rapidamente (para não dar tempo que eles reflitam), ora com mais tempo, (para dar temo de refletir) e pedir que eles descrevam o que percebem sem mostrar para os outros. Chamar alguns e repetir o processo. Depois discutir se o que eles viram foi igual e as razões.

Reflexão: A compreensão vem do conhecimento. Quando dedicamos atenção a algo vamos compreendendo melhor o que acontece na nossa vida.  

2.     Aplicar o jogo “Acertando a caixinha” (20min.)

Objetivos: Dizer aos jovens que o objetivo do jogo é atingir mais de 40 pontos. No entanto, essa pontuação só será atingida se os pontos de todas as equipes forem somados. Esperar o final do jogo e incentivar que os jovens proponham o somatório dos pontos. Concluir que todos juntos, UNIDOS, seremos mais felizes.

Material: Caixinhas, argolas, bombons, balão, atividades para dentro das caixas

Procedimentos: Utilizar a dinâmica “Acertando a caixinha” para conversar sobre o tema tolerância. Dividir os jovens em quatro equipes. Haverá 15 caixinhas pequenas dispostas aleatoriamente no chão e dentro dela, terão perguntas, bônus, algumas provas ou estarão vazias. Cada equipe terá uma tentativa para jogar uma argola e escolher a caixa desejada. A atividade que está na caixinha deve ser cumprida por todas as equipes. Cada atividade cumprida vale 1 ponto. Dizer aos jovens que o objetivo do jogo atingir mais de 40 pontos. No entanto, esta pontuação só será atingida se os pontos de todas as equipes forem somados. Esperar o final do jogo e incentivar que os jovens proponham o somatório dos pontos. Concluir que todos juntos, UNIDOS, seremos mais felizes.
Reflexão: A paciência e a tolerância se unem quando sabemos respeitar as diferentes opiniões e preferências das pessoas. Muitas das guerras e desavenças podem ser evitadas quando aceitamos o direito do outro de ser diferente do que nós achamos melhor uns para os outros.

As atividades que estarão dentro das caixinhas são as seguintes:














3.     Fazer a atividade “Buscando as virtudes” (10 min.)

Objetivo – Refletir com jovens a importância de obter as virtudes e quais dela mais precisamos para substituir nossos vícios.

Material – tesoura, lápis de cor, lápis e cola





Procedimento- Entregar para cada jovem uma atividade e pedir que esses a resolvam e depois pintem. No final refletir com eles sobre a importância das virtudes para o combate aos vícios.

Reflexão - As virtudes são fundamentais para o crescimento espiritual e são sentimentos que nos fortalecem e ajudam a diminuir a presença dos vícios em nossas existências.

PRECE FINAL

*Desconheço a autoria do plano de aula.