2 de maio de 2013

Aula - BEM-AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO



BEM-AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO


Tema: Deixai vir a mim as criancinhas                                                             


Objetivos:
  •  Estimular a compreensão dos evangelizando que quando Jesus diz: “Deixai vir a mim as criançinhas”, quer dizer: os humildes, puros de coração – esclarecer que a pureza do coração é algo a ser conquistado e praticado com esforços em ter e manter bons pensamentos e boas ações junto à vigilância dos pensamentos e da oração.
  •  Enfatizar que a pessoa bondosa é semeadora de felicidade, que sabe servir, compreender e ajudar. Aquele que é bondoso, cuida, ensina, consola, espalha alegria, fé e esperança por onde passa.
  •  Compreender que a bondade e a gentileza é fruto da fraternidade, que é oferecer ao próximo tudo aquilo que de melhor há em nosso íntimo;
  •  Esclarecer que a formação de bons hábitos é imprescindível para nossa reforma espiritual, e que devemos, portanto, buscar vivenciar a cada momento a bondade, gentileza, amizade, bons sentimentos, retirando de nosso convívio todo preconceito, seja de cor, raça, religião ou posição social.
Bibliografia: Evangelho Seg. o Espiritismo, cap. 8; O Evangelho Seg. o Espiritismo para a Infância, de Maria Fernandes Leite; O Livro dos Espíritos Q.: 208, 383, 625.

Harmonização com musicas

Prece Inicial

Primeiro momento: Incentivar inicial

Vamos brincar de STOP? 
Distribuir uma folha de papel pra cada um com palavras positivas e negativas: Alegria, desânimo, amizade, preguiça, ajuda, educação, fé, doença, tristeza, fofoca, harmonia, prece, humildade, pureza, reclamação, qualidade, amor, respeito. E combinar com eles que a cada palavra eles escreverão o que vem à sua cabeça até que o evangelizador fale STOP. Estes significados ficarão guardados com cada um para servir de reflexão para a atividade de fixação.

Segundo momento: Entendendo o Evangelho:
Introduzir o tema da aula trazendo a pergunta sobre o Sermão da Montanha e falar sobre esta passagem, sua importância e focar nesta Bem Aventurança os “Puros de coração”, bem como seu significado (Aventurança, Pureza de coração etc.).
Expor no quadro a passagem “vinde a mim os pequeninos...” ( São Marcos, cap. X, v. de 13 a 16) e pedir ajuda para interpretá-la trazendo a leitura para nosso mundo hoje.
Instigá-los a participar com as perguntas:
- As crianças são puras?
- Jesus disse que o Reino dos Céus é para as crianças?
- O que é pureza?
- Como termos um coração puro?

Explicar o significado das palavras do trecho lido:
Criança: símbolo de pureza que nos traz a lembrança da nossa missão enquanto espírito nesta encarnação. Temos no corpo físico a fragilidade, meiguice e inocência que nos dão a oportunidade de aprender, se redimir, ser humilde enquanto “aprendizes da vida”; crianças no corpo, mas Espíritos com muitas vivências.

Reino dos Céus: atingir o mundo celestial. Temos que progredir bastante para sermos merecedores desta morada. Temos a eternidade para chegar lá; então é preciso começar agora porque o tempo passa muito rápido.
O Reino dos Céus representa o estado de paz interior e plenitude a que todos chegaremos quando formos puros de coração.

Pureza: ausência de maldade, de vícios. Um coração puro é isento de todo o mal.
Para facilitar a compreensão, fazer analogia com um copo sujo de barro, que colocamos embaixo de uma torneira de água limpa: o que acontece? O copo vai ficando limpo. E se ao mesmo tempo em que jogamos água limpa, jogamos também lodo?

Exemplo de pureza: Jesus Cristo. Obviamente estamos bastante distantes de atingirmos a perfeição, nobreza e pureza de sentimentos como o Amado Mestre; no entanto, todas as vezes que tivermos dúvidas, voltemos nossos pensamentos ao nosso anjo de guarda e perguntemos “se eu fosse Jesus, como agiria?”. Esta atitude pode evitar atitudes que possam causar tristeza, dor, egoísmo, arrependimento etc. Quem na nossa vida tem como exemplo de ter um coração puro, desejar e fazer o bem ao próximo, tolerar os erros do outro, ser amigo de verdade, perdoar?

Terceiro momento: Desenvolvimento da aula
Jesus disse: “Vinde a mim os pequeninos” porque Ele ama as crianças, e Seu coração é de uma criança pura em sentimentos.
Jesus dizia que queria que as pessoas adultas fossem como as crianças, e o que tem no coração de uma criança que faz com que Jesus recomende-a?
Em outro ensinamento de Jesus, numa passagem do evangelho, podemos entender que Ele quer nos dizer, foi quando recomendou a algumas pessoas da época em que viveu não se preocuparem tanto em limpar o exterior, mas sim o interior.
 Limpar o exterior é cuidar da higiene do corpo que aprenderam com seus pais: lavar as mãos, tomar banho, escovar os dentes, que é muito importante para a saúde do corpo físico; e também limpar o ambiente que se vive, seu quarto, lavar as roupas, sua casa.
Limpar o interior é fazer a higiene da alma. Na higiene da alma é preciso não ser agressivo, egoísta e orgulhoso, não falar mal dos amigos, provocando confusões, não ser irritado e impaciente, sendo deseducado e responder mal as pessoas e amigos, não desejar ser sempre o melhor e achar que tudo seu é melhor, não se achar mais esperto e inteligente, e não aceitar conselhos e ajuda dos mais experientes, não se desculpar quando preciso achando que é humilhante, guardar a mágoa no coração. Tudo isso são características de uma alma que não possui o coração puro ou limpo.
Aquele que pensa, mas não faz o mal, é como se tivesse feito o mal. Estes têm impurezas na alma, mesmo sem fazer, pois a intenção existe e pode levá-lo a fazer. Por isso devemos conter os pensamentos, e transformar pensamento e intenção em bons pensamentos e ações. Deve ser assim, se penso em brigar e discutir, por exemplo, eu procuro desculpar, perdoar e ser amigo do ofensor.
A verdadeira pureza, segundo Jesus ensinou, a pureza da alma, são daqueles que sabem desculpar e perdoar as ofensas recebidas, daqueles que não desejam guardar as coisas só para si e compartilha o que tem, confia que nunca vai lhes faltar, e por amor aos semelhantes sabe doar de si o afeto e o alimento do corpo. São aqueles que sabem que precisam aprender muitas coisas e não ficam orgulhosos do que sabem e da sua posição no mundo; que amam toda a criação de Deus e a respeita, os animais, as plantas; é aqueles que respeitam os pais, família, amigos e todos semelhantes independente de sua crença, pobre ou rico, feio ou bonito, inteligente ou ignorante. São aqueles que fazem da caridade, perdão e fraternidade parte de sua existência. Todas essas coisas são características de um coração puro e limpo.
A pureza do coração é algo a ser conquistado e praticado com esforços em ter e manter bons pensamentos e boas ações junto à vigilância dos pensamentos e da oração.
Jesus com esse ensinamento nos chama a fazermos a renovação de nossos sentimentos para nossa própria iluminação interior, baseados nas virtudes representadas simbolicamente nas crianças, ou seja, a simplicidade, humildade, espontaneidade e a sinceridade que a criança de bons sentimentos possui.
É imprescindível formar bons hábitos de pensamentos/sentimentos para nossa reforma espiritual, e devemos, portanto, buscar vivenciar a cada momento a bondade, gentileza, amizade, bons sentimentos, retirando de nosso convívio todo preconceito, seja de cor, raça, religião ou posição social, aceitando as pessoas com os seus defeitos, mas ajudando-as a melhorara também com o conhecimento do evangelho que já possuímos.
Jesus ensinava que a aparência exterior, isto é, a do corpo, é diferente da interior, a da alma. E devemos nos preocupar com a interior, pois dela depende nossa felicidade real nessa vida, nas próximas vidas e no mundo espiritual. Ninguém será mais bem recebido no plano espiritual ou não irá para planos superiores, porque foi rico ou muito importante na Terra. O lugar nos planos espirituais será de acordo com o bem a caridade e o amor que espalhamos sobre a Terra.  A maior riqueza e a pureza da alma vêm do amor que possuímos e doamos.

Quarto momento: Fixação: Cartão de dicas
Que tal agora fazermos uma reflexão sobre: Como eu deveria agir para ter um coração mais puro? Quais seriam as ações e pensamentos?
Que ações/pensamentos/sentimentos são como o lodo (impurezas) que sujam o copo?

Sugestão:
Levar em folha A4 com os dizeres: “Eu devo” e “Eu não Posso”.
Pedir para que cada um preencha sua folha, fazendo uma reflexão individual sobre si mesmo, pois nossas impurezas de coração variam em relação aos nossos colegas.

Reforçar com eles, que:
- “Eu devo” é aquilo que ainda não faço, mas deveria fazer, para purificar meu coração;
- “Eu não posso” é aquilo que ainda faço e que devo lutar para deixar de fazer (as impurezas do coração).
Pedir que vejam o que escreveram na brincadeira inicial do STOP, pois como disse Jesus, a boca fala do quem tem o coração. O que faz impuro o homem é o que sai pela boca...

Prece final


2 comentários:

Bloguinho Espírita disse...

Olá Simone. Já estamos com nosso bloguinho no ar. Venha nos visitar. Abraços.
http://bloguinhoespirita.blogspot.com.br/

Alline Zarpellão disse...

Olá, eu tenho uma turminha de 8 a 12 anos que cuido aos domingos, mas não sou professora, na verdade me formei em contabilidade. Mas gosto dos pequenos e às vezes acho que aprendo mais do que ensino..rs.. Só quero dizer que sou uma grande fã do seu trabalho e da sua criatividade, me ajuda sempre a ter idéias. Obrigada e continue sempre, por favor! rs