23 de maio de 2012

Aula - Pureza de Pensamentos e Palavras


PUREZA DE PENSAMENTOS E PALAVRAS
CAPÍTULO DO EVANGELHO: Cap. 8  – “Bem-aventurados os puros de coração”
Objetivos: - Reconhecer que para manter o equilíbrio espiritual devemos evitar atitudes de conseqüências infelizes, vigiando constantemente o pensamento;
- Cuidar para que nossos pensamentos, palavras e ações, não sejam contrários á lei divina, evangelicamente revelada de justiça, de amor, de caridade e fraternidade;
 - Entender que quando pensamos nós criamos e de acordo com o conteúdo dos nossos pensamentos atraímos o bem ou o mal;
 - Destacar a importância de despir-nos dos nossos sentimentos inferiores, para assim haurir as qualidades nobres que Jesus ensinou;
 - Destacar a importância da sinceridade em nossas palavras e atitudes, fruto da caridade moral para com nosso semelhante.
 - Trazer ao entendimento que no evangelho de Jesus encontramos a melhor fórmula para renovação dos pensamentos, e é na vivência evangélica que exercitaremos nossa mente para o bem, fonte de progresso e proposta de libertação para nosso espírito.

Referências Bibliográficas: Evangelho Seg. o Espiritismo – cap. 8; cap. 5 – item 4; Pensamento e vida – Prefácio1, 2, 8 e 9; Horizontes da mente – João Nunes Maia/Miramez; FILIPINENSES 4:8, PAULO DE TARSO.

Canções para harmonizar
Prece inicial

Bibliografia: Programa de Evangelização da União Espírita Mineira; Pensamento e vida – Chico Xavier/ Emmanuel; SITE Seara do Mestre.

Primeiro momento: Hoje vamos falar da importância dos nossos pensamentos e sentimentos e como eles são responsáveis pelo nosso estado de felicidade e infelicidade.

Segundo momento: Colar no quadro uma nuvem em uma cartolina preta, contendo palavras recortadas de jornais e revistas de nosso cotidiano, expressões que falamos a toda hora, gírias e frases que nos chamam atenção ou termos que expressem o nosso pensamento e cole na nuvem. Palavras que contribuem de maneira negativa para a ambiência perto de nós e nossa vibração.
O que ocupa nossos pensamentos?
Como pensamos, sentimos e agimos. Os pensamentos têm uma influência determinante sobre as emoções e o comportamento de uma pessoa.
Nossos pensamentos são uma poderosa força geradora de emoções e comportamentos que nos aproximam ou afastam de Deus, de nós mesmos e de nossos semelhantes. Com eles formamos o ambiente interno de nossa alma. Somos felizes e infelizes segundo nossos sentimentos.
Se pensar no bem, sentirá e agirá no bem, se pensar no mal, sentirá e agirá no mau, se pensar com caridade, vai sentir e agir com caridade.
Todos os valores morais (conjunto de sentimentos)  nosso, são resultados dos pensamentos que guardamos em nosso coração.
Estes valores formam nosso caráter. Se você é agressivo e desrespeitoso, guardas no coração sentimentos inferiores. Se calmo e compreensivo, guardas sentimentos nobres.
Podemos nos avaliar segundo nosso agir. Para nos corrigirmos é preciso nos conhecer. No L.E. dos Espíritos Kardec (q.919) perguntou como o homem pode melhorar a sim mesmo e resistir as tentações, responderem simplesmente os Espíritos elevados a Kardec, que era conhecendo a si mesmo.
A mudança interior começa na mudança dos pensamentos.
Os pensamentos são ondas que tem cor e som. Pensamentos bons, ondas coloridas, sons harmoniosos; pensamentos maus, ondas de cores feias, sons desagradáveis.
Bons pensamentos, bons sentimentos.
Pensamentos infelizes (negativos) atraem forças, ou, energias negativas e logo se segue em ações. Quando você pensa de uma forma, age segundo ela. E para manter o equilíbrio espiritual ou sentimental devemos evitar atitudes com consequências infelizes, vigiando constantemente o pensamento.
Vigiemos ao notarmos nossos pensamentos formando em nossa mente que será mais fácil consertá-los.
Se você percebe que seu pensamento está desvencilhando para o ódio, pensa no amor; se raiva ou vingança pensa no perdão; se impaciência, pensa na paciência e assim em diante. Fazendo esse exercício diário você perceberá os pensamentos negativos nascendo bem antes de sua formação e os modificarão.
Devemos cuidar para que nossos pensamentos, palavras e ações, não sejam contrários á lei divina.
A bíblia traz verdades importantes sobre o pensamento, há passagens que Jesus nos recomenda o pensamento sincero e reto.
O evangelho nos propicia um novo olhar espiritual para as coisas do mundo material. Por isso a importância das palavras de Jesus, que por meio de seus ensinos morais nos ensinava a sentir e pensar.
O evangelho de Jesus nos ensina a sentir e pensar, segundo as leis divinas.

“Tudo o que é verdadeiro,
tudo o que é respeitável,
tudo o que é justo,
tudo o que é puro,
tudo o que é amável,
tudo o que é de boa forma,
se alguma virtude há e se algum louvor existe,
seja tudo isso que ocupe vosso pensamento.”
EPÍSTOLA AOS FILIPINENSES 4:8, PAULO DE TARSO

Jesus Cristo tinha sobradas razões recomendando-nos o amor aos inimigos e a oração pelo que nos perseguem e nos caluniam. Não é isto mera virtude, no pensamento residem as causas de nossos sofrimentos e felicidade.
Sentimentos inferiores como raiva, inveja, etc., são sentimentos tóxicos. Doenças físicas surgem com origem neles.
* Falar sobre as causas e efeitos da produção do pensamento em nós e no ambiente do planeta.
Pensando, construímos nosso destino. O pensamento é força criadora e nossa felicidade poderá ser resultante deste exercício ao elaborar nossos desejos e nossos ideais.
A mente (pensamento)  é a base, a ação é a nossa construção.
Terceiro momento
O que podemos fazer para tomar as rédeas de nossas vidas e não nos deixarmos influenciar por pensamentos e ações que nos fazem mal e contribuem para uma energia pesada em nosso coração e planeta?
No que venho prestando atenção? Sobre o que converso com os meus amigos?
Adoramos um disse-me-disse, uma fofoca, saber algo ruim de outra pessoa, nos valorizando a medida que desvalorizamos o outro.
Conhecendo bem a nossa natureza, Jesus recomendou o "vigiar e orar" para que colocássemos um final neste ciclo vicioso.
Bons pensamentos são capazes de cobrir nuvens espessas e escuras... Leve pequenas nuvens coloridas recortadas e distribua para os evangelizando. Convide-os a refletir e escrever palavras e mensagens para que, todos juntos, possamos cobrir esta nuvem negra, não deixando que ela nos influencie com sua negatividade.
Peça que eles colem as nuvens coloridas com as mensagens sob a nuvem negra.

Chamar a atenção deles depois que a nuvem negra estiver coberta como os pensamentos positivos, como podem os pensamentos elevados ou sintonizados com o amor transformar o ambiente, e é assim com nosso sentimento.


Quarto momento: Dinâmica – CORRENTE DE PENSAMENTOS (Corrente do Bem)
Objetivo: Propiciar aos evangelizando uma maior compreensão e fixação do tema exposto.
Material: Muitas tiras de papel colorido, lápis preto.
Desenvolvimento: A dinâmica tem duas partes.
1ª parte - Distribuir 5 para cada aluno as tiras de papel e, antes que o lápis for dado a cada um, pedir que eles pensem algo de bom: uma lembrança, um gesto, um acontecimento da semana, uma frase dita por alguém, uma mensagem positiva, uma palavra. Depois desta pausa para reflexão, cada um escreva nas tiras de cores diferentes sentimentos bons que têm com as lembranças do acontecimento. E à medida que acabarem, fechar os elos formando uma corrente pequena.
Dar alternativas de formarem um colar ou pulseira, ou fazer uma corrente do bem com mensagens de crescimento e vibrações positivas para todos!
Nossos pensamentos e palavras ocupam todo o espaço em que estamos.
Atingimos aos que estão a nossa volta, mesmo que estes não queiram.




2ª parte - Para que as crianças compreendam melhor, fazer uma roda e bolhas de sabão foram dadas a cada um. Todos devem soprar ao mesmo tempo para que a sala se encha de bolhas!
Dizer-lhes:
Assim acontece com o que pensamos...
Para chamar a atenção de como os pensamentos nos atingem, quando a sala estiver repleta de bolhas, pedir uma criança para passar no meio delas e, assim sairá cheio de marcas de bolhas das que estouraram ao contato, e, com algumas presas ao corpo!

PRECE FINAL









2 comentários:

Milton Kennedy disse...

Oi Simone, uma trabalhadora aqui da Casa Espírita costuma brincar que é preciso 'pensar' para pensar, pois tudo forma-se antes no pensamento, daí vem o desejo, a vontande e a ação. Este tema sobre a natureza e o poder dos nossos pensamentos é fascinante e essencial.
A aula está super dinâmica, achei incrível a idéia de montar uma corrente (colar ou pulseira) com os bons pensamentos anotados nas tiras de papel. A concepção das bolhas de sabão está demais. Parabéns pra vocês, sucessos e vitórias em seu trabalho junto aos pequenos!
Abraços, saúde e muita paz interior.

Ana Paula Guratti da Silveira Freitas disse...

Simone, gosto muito de suas aulas... Obrigada por postar como faz para outras possam ter ideias e trabalhar tbm.... Parabénssssssss