4 de agosto de 2013

Aula - Jesus, a fé e a caridade

Tema: Jesus, a fé e a caridade
Objetivos:
 - Recordar que Jesus é o mais perfeito Guia e Modelo da Humanidade: O Caminho, a Verdade e a Vida.
 - Identificar a fé como equivalente a um estado de confiança e certeza absolutas, sobrepondo-se a qualquer atividade calculista do intelecto humano.
- Levar o evangelizando a entender que a caridade é uma virtude que pode ser praticada por todos, e que pode ser exercida no campo material e no campo moral.
- Observar que a caridade é a ação impulsionada por um sentimento de amor e realizada por nós em favor do próximo.
- Compreender que a caridade não consiste só nas coisas materiais que distribuímos, mas também, no amor, no tempo, no carinho, na atenção e nas gentilezas que dispensamos aos outros.

BIBLIOGRAFIA: Evang. Seg. o Espiritismo, Cap. 11 – AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO; O Livro dos Espíritos: 3ª parte - Caps. XI e XII (Questões 647 e 886); Jesus e o Evangelho à Luz da Psicologia Profunda, Pág.87 a 97;  Fonte Viva Lições: 91; 126; 159. - Vinha de Luz, Pag. 273; Educação do ser integral. Lar Fabiano de Cristo. Unidade o Homem – Amor: Do Egocentrismo ao Altruísmo.

Harmonização com músicas

Prece Inicial

PRIMEIRO MOMENTO:
Uma das coisas que Jesus ensinou foi à fé e a caridade, e demonstrou como se deve fazer através de seu maior ensinamento ao dizer: “Ama a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo”. Ele veio ensinar o Amor trazendo exemplos da verdadeira caridade, da fé e do amor ao semelhante, e ensinou como se deve amar: sendo caridosos, amando uns aos outros, tendo fé em Deus, desculpando ou perdoando, compreendendo e tolerando, sendo indulgentes fraternos e bondosos com todos e não julgando ou criticando.

O amor ao próximo está intimamente ligado a caridade. Caridade é amor em ação, pois ela coloca em prática o amor que Ele nos ensinou. A fé é um estado de alma, de confiança e certeza absoluta no amparo de Deus e nossos guias espirituais. Estando certos que tudo que damos de nós em favor do semelhante, nada nos faltará, pois Deus tudo provê.

Existem muitos tipos de fé, como fé nas pessoas, em situações, em nós, etc., mas a fé que nos sustenta a alma e nos dá força para as realizações, esta nós deveremos depositar em Deus, lembrando que devemos trabalhar, e segundo a vontade de Deus, nossos desejos se cumpriram. Há também mais de um tipo de caridade, que é a moral e a material que poderemos fazer em favor do semelhante.


SEGUNDO MOMENTO: ATIVIDADE REFLEXIVA
Hoje vamos falar do Amor ensinado por Jesus e da fé e da caridade que procede desse amor ensinado por Ele. Pois, toda essência da vida encontra-se no Amor, que vem de Deus.


Levar as crianças a observarem a gravura de duas plantas da mesma espécie, uma bem desenvolvida, outra não. Pedir que expliquem essa diferença (falta de sol, tipo de terra, qualidade da semente, pragas...).

Comparar o desenvolvimento das plantas com as pessoas:

• As plantas que recebem a luz do sol geralmente desenvolvem-se bem, exceto se faltar água, adubo etc. O mesmo acontece com nosso coração, se está aberto a Deus e a mensagem de amor de Jesus, praticando o amor, seremos pessoas generosas fraternas e bondosas.
• Todas as pessoas são envolvidas pelo amor de Deus, tal como as plantas recebem a luz do sol. Mas enquanto a pessoa não sentir o amor de Deus, será como aquela planta mal desenvolvida.
• As pessoas que não sentem esse amor sentem-se vazias e, às vezes, deixam-se dominar por vícios, por influências de más companhias ou vivem tristes. E aí vão definhando, tal como planta atacada pelas pragas. São as pessoas irritadas, egoístas, orgulhosas, agressivas, mal humoradas, vingativas e ressentidas por qualquer coisa que as acometem.

Destacar entre os evangelizando dois participantes que voluntariamente se ofereçam para a expressão corporal do que o grupo citar.
Perguntar ao grupo:
– Como são as pessoas que NÃO sentem amor pelos semelhantes, não tem fé em Deus, não se interessam em ser caridosas?
Provavelmente o grupo responderá:
• só falam e cuidam de si mesmas;
• não param para ouvir os outros;
• sentem-se irritadas e infelizes;
• nunca têm iniciativa e boa vontade para ajudar quem precisa;
• agridem as pessoas com palavras e até fisicamente.
• criticam e julgam as pessoas descaridosamente.
• falam mal das pessoas ou fofocam.

Em seguida, perguntar:
– Como são as pessoas que SENTEM amor pelos semelhantes, tem fé em Deus, são caridosas?
• são alegres e felizes;
• sabem ouvir, compreender as pessoas;
• ajudam quando necessário;
• preocupam-se com os sentimentos do outro, respeitando-os;
• são caridosas, pois sabem compartilhar, não temem que nada falte porque tem fé em Deus e sabem que todo o bem que fazem elas recebem de volta;
• toleram e são indulgentes com a falta dos outros, pois sabem que também erram e são imperfeitos;
• são simples e humildes;
• desculpam ou perdoam.

Lembrar que raiva, mágoas e desentendimentos que ocorrem freqüentemente em família, com amigos e vizinhos são causados quase sempre pela falta do amor, de perdão e de caridade que Jesus ensinou e que devemos ter uns pelos outros.

 Perguntar:
– Podemos fazer o amor, perdão a fé e a caridade CRESCER no nosso coração?
Ouvir com atenção as respostas, e depois responder que é praticando o que Jesus ensinou que vamos fazer crescer em nós, e que no inicio é difícil, pois estamos acostumados ou viciados nos sentimentos negativos (orgulho e egoísmo), mas com o tempo nos esforçando todos os dias, um dia serão ações naturais em nós. Não podemos perder a fé em Deus e em Jesus, pois todos nós temos o amparo dos nossos anjos da guarda que cuidam para que nós consigamos serem pessoas bondosas. O único exemplo que temos que seguir é de Jesus, Ele é o caminho, sigamos seus passos.



Mostrar o desenho do girassol, descrevendo o movimento que esta flor faz de modo a voltar-se sempre para o sol.
Comparar com a necessidade das pessoas de voltar-se para Deus. Como?
• sentindo o seu amor, por meio do amparo de nossos pais, amigos e anjo da guarda;
• orando, pedindo fé, sabedoria e amor;
• vivendo com bondade e caridade;
• perdoando aqueles que nos magoam, humilham e perseguem, compreendendo que todos nós temos erros e não podemos julgar e nem criticar nossos semelhantes.

Fazendo assim seguimos Jesus, nos voltamos, assim como o girassol volta-se para receber a luz do sol, voltamo-nos para Deus e para nosso amado irmão Jesus, então nada nos faltará.

PORQUE TUDO QUE DAMOS RECEBEMOS DE VOLTA; SE OFERECEMOS AMOR E PERDÃO NÓS O RECEBEREMOS DE VOLTA DE DIVERSAS FORMAS. ESSA É  LEI DE DEUS: CAUSA E EFEITO.

TERCEIRO MOMENTO: ATIVIDADE DINÂMICA

 Dividir a turma em dois grupos, que se sentam um em frente ao outro. Cada um do primeiro grupo, na sua vez, diz uma frase que represente uma conduta com falta de amor. Exemplo: Hoje acordei irritadíssimo.
- O colega em frente transforma a frase, expressando uma conduta amorosa. Exemplo: Hoje acordei de bem com a vida.
- Inverter as posições: o 2º grupo enuncia a conduta sem amor e o 1º grupo, a conduta amorosa.
QUARTO MOMENTO: ATIVIDADE CRIATIVA – Apresentar as frases para meditarem e logo propor aos evangelizando desenharem: 

JESUS É O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA

O AMOR DE DEUS CRESCE A CADA DIA NO MEU CORAÇÃO. 

PRECE FINAL

2 comentários:

Patrícia Angélica disse...

Adorei a sugestão de aula!
Sou novata na evangelização e preciso histórias e atividades para trabalhar.
Parabéns pelo excelente material e obrigada por facilitar nosso trabalho.
Abraços
Patrícia - Araxá/MG

Celia de Lima disse...

Lindo o seu trabalho, Simone, obrigada por compartilhar. Voltarei outras vezes. Abraços. Deus abençoe.