29 de março de 2011

Aula - Transição para o mundo de Regeneração

PLANO DE AULA


TERRA – Transição para o mundo de Regeneração

OBJETIVO: · As crianças deveram compreender que a Terra pertence à família de vários mundos do Universo e que é uma escola abençoada para nosso aperfeiçoamento espiritual, e que aqui encontramos preciosas oportunidades de evolução; · Conscientizar para a importância do aperfeiçoamento moral na transformação de nós mesmos e do planeta.

Bibliografia: Evangelização – Conteúdo Programático – UEM; Evangelho Segundo Espiritismo, Capítulo 3; L.E. Questões 166 a 188; 52 Lições de Catecismo Espírita; Apostila da ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA.

Harmonização com música

Prece inicial


Recursos: Várias imagens (as que usei es´~ao no marcador: Imagens-As muitas moradas da casa do Pai)


Primeiro momento: Diálogo inicial: Colar no quadro a frase: “Há muitas moradas na casa do meu Pai” e explicar que foi dita por Jesus e os Espíritos a explicam no capítulo terceiro da primeira parte de O Evangelho Segundo o Espiritismo. Á noite, quando olhamos para o céu, nós vemos milhões de estrelas. Cada uma dessas estrelas é um mundo. Segundo nos revelam os Espíritos e o bom senso determina a Terra não é o único planeta habitado. E também segundo os ensinos de Jesus existem inúmeros mundos, ou moradas para os espíritos no Universo. Esses mundos semeados pelo espaço sem fim constituem as diferentes moradas que nós habitaremos a medida que formos progredindo.


E assim como os espíritos progridem também os planetas passam por transformações evolutivas junto de seus habitantes, ou seja, a evolução dos mundos habitados ocorre no mesmo ritmo da dos seres que habitam em cada um deles. O nosso mundo já foi um mundo primitivo e por milhares de anos o planeta sofreu transformações, hoje pelo progresso intelectual do homem existem muitas comodidades e avanço tecnológico. Como podemos observar tudo está em constante mudança no universo, formas mais primitiva vão dando lugar às mais desenvolvidas.

Os mundos habitados no universo, segundo o Espiritismo, podem ser classificados como: Mundos primitivos, destinados às primeiras encarnações do Espírito; Mundos de expiação e provas, onde domina o mal entre os Espíritos; Mundos de regeneração, nos quais os Espíritos ainda têm o que expiar; Mundos ditosos, onde o bem sobrepuja o mal e os Mundos celestes ou divinos, onde exclusivamente reina o bem.


Segundo momento: Colar abaixo da frase a classificação dos mundos em ordem de evolução. Apresentar as principais características num cartaz, de modo que todos possam observar as diferenças entre eles, mas dando destaque ao mundo de Provas e Expiações e de Regeneração.

Ao final, perguntar a que mundo pertence o planeta Terra, e após as respostas explicar que nosso planeta Terra passa por uma etapa de transição entre mundo de provas e expiações e Regeneração.

A Terra está entrando em uma fase de transição quando passará de “Mundo de Provas e Expiações”, para “Mundo de Regeneração”, obedecendo às leis naturais de evolução.


Transição é a transformação do planeta Terra de mundo de expiações e provas, onde o mal impera, em mundo de regeneração onde há predominância do Bem. Portanto, o fim do mundo que se refere à bíblia não é o fim do planeta, mas o fim de uma era, a era na qual o mal predominava na Terra. E para que na Terra sejam felizes os homens, preciso é que somente a povoem Espíritos bons, que somente ao bem se dediquem, e essa transformação se dará pela encarnação apenas de Espíritos propensos ao bem.

A Terra na condição de provas e expiações se prepara para um novo ciclo evolutivo, ou seja, para o plano de regeneração. Logo que os espíritos venceram todas as provas e expiaram todos os seus erros e já sabem usar de sua inteligência para o bem, conquistam o direito de se encarnarem nos mundos de regeneração.

Nos mundos de regeneração o bem predomina. Os espíritos que se encarnam nos mundos de regeneração conhecem as leis de Deus e se esforçam por praticá-las. O amor une os habitantes dos mundos de regeneração e todos trabalham alegremente para corrigirem as últimas imperfeições.


Nós todos estamos recebendo oportunidades valiosas na atual transição para acompanharmos este progresso encarnados aqui na Terra, portanto a encarnação atual é muito importante, é uma valiosa oportunidade de nos redimir dos erros passados e corrigir em nós mesmos os defeitos morais, para isso devemos nos esforçar para nos aprimorar moralmente.

E para que a mudança ocorra em nosso coração, basta que sigamos um importante ensinamento de Jesus, “Amando a Deus e ao próximo como a si mesmo, fazendo aos outros os que gostariam que fizesse a si”.

Mas quando acontece do espírito por rebeldia não acompanhar a evolução do planeta, ele será exilado em outros planetas inferiores. Isso não significa uma condenação divina ou retrocesso na evolução espiritual, mas nova oportunidade que Deus oferece em outro educandário (como mudar de escola). Podemos também comparar ao aluno que não aprendeu a lição e repete o ano letivo.

Podemos comparar a Terra a uma escola, como os vários planetas no universo, funcionando com vários cursos e várias séries e matérias, e que a exemplo das escolas terrenas que se dividem em vários ciclos cada planeta oferece aos espíritos que neles estagia o aprendizado de que necessitam. Quando o espírito já aprendeu tudo o que aquele mundo pode oferecer, passa para outro de evolução mais adiantada e assim, sucessivamente. Sendo a Terra uma escola perguntar se sabem dizer quais as lições que aqui viemos aprender.

A Terra um dia se tornará um dos mundos felizes do universo, mas para isso é preciso que nós façamos nossa parte, é mudando a nós mesmos que mudaremos o mundo ( a Terra) em que vivemos. É fundamental, conforme orienta Jesus, que perseveremos na prática do Amor e do Bem para que possamos continuar a viver neste planeta abençoado.

Como se dará a transformação da Terra para um mundo feliz? Como isso vai acontecer? Como podemos cooperar na transformação do planeta?


Terceiro momento: A transformação moral do planeta se dará pela NOSSA TRANSFORMAÇÃO INTERIOR e EXTERIOR, ou seja, pela mudança de hábitos e atitudes nossa para com o semelhante e também para com o planeta. Nenhuma conquista exterior será conseguida se não mudarmos intimamente; pois, é lá no íntimo onde estão instalados nossos hábitos ruins. Esses hábitos estão em nossos pensamentos, sentimentos e ações.

Os obstáculos para a nossa evolução são o egoísmo e o orgulho e surge na sociedade gerando crimes, guerras, violência, miséria física e moral, vícios de toda ordem, insensibilidade diante da necessidade alheias. E até que ocorra a regeneração no nosso mundo haverá dores físicas e morais, resultado dos sentimentos inferiores em nosso coração.

Mas nós encontramos muitas oportunidades de aprimoramento espiritual na Terra, é pelo estudo, pelo trabalho honesto, pela caridade e fraternidade que conseguiremos nos transformar.


Explicar que pelo estudo desenvolvemos a inteligência; pelo trabalho desenvolvemos os dons, ajudamos o progresso; pela caridade e o amor a Deus e ao próximo que transformaremos os sentimentos.

Portanto, cooperamos na transformação do planeta:

1. Pela nossa transformação moral – sendo benevolente, fazendo todo o bem possível; praticando a caridade moral e material; sendo fraternos e humildes, desculpando as ofensas, sendo pacífico; não tendo preconceito, não fazendo distinção de raças e nem de crenças nem de nacionalidades porque todos somos irmãos.(pedir que citem exemplos)

2. Pelo respeito à obra de Deus – · Respeitando a natureza, preservando-a; reciclando o lixo, não jogando lixo no chão, nas ruas; não cortar árvores desnecessariamente; cuidar das plantas; evitar o desperdício de água e luz.

Dialogar com as crianças encaminhando a conversação para a responsabilidade que cabe a cada um de nós na preservação da natureza.

Não basta não sujar, não poluir. É necessário proteger, preservar a Natureza, maravilhosa obra de Deus nosso Pai e Criador.

· Respeitando aos animais, cuidando dos bichinhos de estimação; procurar não comer carne, alimentar com os recursos vegetais que existe na natureza. (pedir que citem exemplos) Mudando nosso sentimento e atitudes em relação ao próximo e toda obra divina que transformaremos nosso planeta para um mundo feliz onde não haverá sofrimento. E podemos aproveitar melhor essa existência atual dando apenas um passo: Seguindo os exemplos deixados por Jesus.


Conclusão Final Somos habitantes da Terra num momento muito especial, o que é uma dádiva divina. Esta é grande oportunidade que temos de iniciarmos a reparação dos nossos erros pretéritos. Precisamos com toda nossa força, com toda nossa vontade, com todo nosso empenho, aproveitar desta oportunidade de aqui estarmos habitando este planeta que logo-logo pode nos dar a condição de termos um ambiente onde a tendência ao bem será a tônica. Como alcançarmos esta graça? A única solução é iniciarmos já nossa regeneração espiritual, a nossa transformação íntima.

Quarto momento: Dinâmica – Trabalhando sentimentos

CARACTERISTICAS: Trata-se de uma técnica que possibilita a reflexão sobre os próprios sentimentos, de modo que seja trabalhado com vistas ao nosso progresso espiritual.

OBJETIVO: Estimula o processo de autoconhecimento; criar um clima de empatia; favorecer a interação grupal.


MATERIAL: folhas de papel A4; lápis preto; canetinhas coloridas.

DESENVOLVIMENTO:

· O evangelizador ressalta, inicialmente, que sendo Espíritos ainda em evolução, todos nós temos sentimentos positivos, que devem ser reforçados, e, outros, negativos, que precisam ser transformados para melhor.

· Em seguida, entrega a cada participante duas folhas de papel A4.

· O evangelizador pede, então, a cada um deles que desenhe, numa das folhas de papel recebidas, a sua mão direita, contornando-a com canetinha colorida.

· Depois que todos tiverem desenhado as próprias mãos, o evangelizador solicita aos participantes que escrevam, dentro de cada dedo desenhado, um sentimento positivo que já conseguem identificar em si mesmos.

· Após esse exercício, o evangelizador pede a cada integrante que desenhe a própria mão esquerda, na outra folha por ele recebida, e escreva em cada dedo, desta feita, um sentimento negativo que deseja renovar.

· Em seguida, o evangelizador estimula os participantes a compartilharem as suas anotações, favorecendo a troca de idéias e experiências com vistas ao crescimento do grupo. Na ocasião deve ressaltar o papel das mãos como instrumento de trabalho no bem, trabalho esse indispensável ao nosso progresso espiritual.


Quinto momento: Elaborar um cartaz com o título: “COOPERANDO NA TRANSFORMAÇÃO DO MUNDO” - Cada criança vai desenhar ou escrever em folha separada.

Prece final

4 comentários:

Anônimo disse...

Adorei seu blog!!! este é o assunto que abordaremos domingo em nossa juventude!

Anônimo disse...

Encontrei este blog no momento certo! Valeu! Vou me inspirar nele para o encontro de jovens espíritas no qual irei trabalhar! Um grande abraço Helô

Anônimo disse...

TEnho várias atividades montadas por mim a partir de temas de evangelização. Adoraria colaborar enriquecendo ainda mais o conteudo do teu blog , que tanto ajuda na elaboração das aulas. Se tiver interesse, enre em contato comigo novosaberescola@yahoo.com.br e coloque EVANGELIZAÇÃO ESPIRITA

Unknown disse...

Trabalho com jovens e estas aulas enriquecem muito o meu conhecimento. Obrigado por partilhar