18 de fevereiro de 2013

Aula - A Presença Divina


OBJETIVO: 

- Identificar a presença de Deus em nossa vida: na natureza, nas pessoas e em nós mesmos. 
- Diferenciar leis humanas e leis divinas: caráter transitório e caráter permanente. 
- Reconhecer a paternidade divina: Deus – Nosso Pai, portanto somos todos irmãos. 
- Identificar e reconhecer a oração como meio imediato de nossa comunhão com o Pai Celestial – A oração “Pai Nosso” 


HARMONIZAÇÃO COM MÚSICAS 


PRECE INICIAL 


PRIMEIRO MOMENTO: Exposição dialogada


*Durante a conversação com os evangelizando, expus imagens que colhi da internet no PowerPoint como, por exemplo, flores, paisagens de florestas e montanhas, animais selvagens e domésticos, mar e praia, animais marinhos; por ultimo, sol, planeta Terra, planetas, universo.
Perguntar ás crianças:

Quando nos deparamos com algum objeto, sabemos que ele existe porque foi feito por alguém certo?
Exemplificar com as coisas existentes em sala de aula, perguntando:
Quem criou a cadeira de madeira? (Esperar que as crianças respondam)
O Homem (Marceneiro)
Quem fez os vidros das janelas?
O Homem (vidraceiro)
Quem fez a porta de aço?
O Homem  (serralheiro)
E assim por diante...

Como vemos, sabemos que as coisas existem, pois teve alguém com habilidade e inteligência bastante para criá-las.
Perguntar:
Então poderia eu ter feito a madeira que foi feita as cadeiras?(esperar que respondam)
Algum coleguinha poderia ter feito a madeira que foi feito a porta?
Não!
Pois não podemos criar nada que a natureza criou, pois é obra divina. Então existem coisas que o homem construiu com a matéria já existente e coisas que são criações de Deus. 

Agora vamos olhar as janelas.
(Caso não seja possível ver uma paisagem natural da janela, pode-se levá-las ao jardim, caso não tenha como -que pena- poderá ser levada para sala uma vaso de flores, ou uma amostra de plantas: galho, folha, flor, fruta.)



Perguntar:
O que vemos além das casas da cidade? Deixar que eles respondam.
árvores, flores, rios,mares, animais ... Perfeito não?

Olhem pras suas mãos. Seus braços. Pernas. Pés. Cabelos.

Poderia o homem mais inteligente da Terra, um gênio, criar uma árvore ou um pássaro, ou uma pessoa?
(Dependendo do nível das crianças, poderão sugerir a clonagem. Mas devemos esclarecê-las que se um homem clonar um animal, ele estará copiando, não criando!)
Não!

Nós podemos criar muitas coisas, mas não podemos fazer o Sol, nem a Lua, nem as estrelas, nem o mar... 

Nada do que está na Natureza nós podemos fazer. Nós não conseguimos imitar a Natureza, porque ela foi criada pela inteligência suprema, a maior de todas, foi criada por Deus. 
Tudo que o homem não consegue criar é obra de DEUS. 
Nós nunca poderemos ter a sabedoria do Criador... 
Deus é a causa de tudo. Para crermos que Deus existe, não precisamos vê-lo. 
Um exemplo: quando o Sol aparece e traz com ele a luz para iluminar os nossos dias, a Lua se esconde e nós não podemos vê-la nesse momento, mas ela continua lá, e nós sabemos disso. 
Então, quem criou a natureza com seus pássaros, árvores, frutas, os seres humanos, o universo?
Deus!
Deus é o nosso Criador e de tudo que existe.
A Natureza e suas leis.
"Deus não se mostra mas se revela pelas suas obras". (A Gênese, Allan Kardec)



Se sentirmos Deus como Nosso Pai, reconheceremos que os nossos irmãos se encontram em toda parte e estaremos dispostos a ajudá-los, a fim de sermos ajudados um dia, mais cedo ou mais tarde. Somos no mundo uma só família e, por isso, sendo todos nós irmãos, temos o dever de ajudar-nos uns aos outros. 


SEGUNDO MOMENTO: Deus criou também as leis; as leis mostram como as coisas devem funcionar.


As Leis que Deus criou são chamadas Lei Divina ou Natural elas indicam o que se deve e o que não se deve fazer, servem para que a gente não se esqueça de que devemos sempre viver buscando fazer as coisas boas e certas, pois só assim faremos com que a nossa vida e a vida das outras pessoas sejam tranqüilas e felizes. 

Existem Leis criadas por Deus e as criadas pelos homens. A lei Divina é eterna e Imutável ou nunca muda porque é perfeita, conservam-se firmes e constantes, elas sempre vão existir como Deus sempre existirá. 


A lei dos homens mudam se alteram e acabam. 
Todas as coisas da Natureza são leis divinas porque Deus é o autor de todas as coisas. 
Temos como exemplos de leis humanas e Divinas: 


  • LEIS HUMANAS – Exemplo: As leis de transito – Vermelho – Pare; Amarelo – Atenção e Verde – Seguir. Elas organizam nossa vida em sociedade ao transitarmos pelas ruas. Mas, se transgredirmos as leis de trânsito o que acontece?As leis são boas? Servem para tornar nossas vidas melhores ou piores?
  • LEIS DE DEUS – São as leis de amor e caridade: Devemos sempre ajudar nosso próximo – “Amar ao próximo como a nós mesmos” – fazer ao próximo o que você deseja para você (colar gravura para ilustrar e a frase abaixo da gravura); lei de livre arbítrio (somos livres para fazer nossas escolhas); lei de causa e efeito (todas nossas atitudes retornam para nós), lei da reencarnação, etc. 
Nós não podemos ver Deus, com os olhos. Apenas podemos senti-lo e sabemos da sua existência através dos mares, das estrelas e tudo o que está na natureza criada por Ele.

E para Senti-lo e nos comunicar com Ele é por meio da Oração. A oração é o meio de estarmos em contato com o Pai Celestial. Quando rezamos conversamos com Deus. Conversar com Deus é conversar com alguém que ama-nos muito e que sempre vai nos ouvir com carinho nossas rogativas. O Pai Celestial houve todas nossas preces e nos dá tudo o que precisamos. 

Jesus nos ensinou como orar dizendo: Vocês orem assim: "Pai nosso, que estás nos céus! Santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu. Dá-nos hoje o nosso pão de cada dia. Perdoa as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores. E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal, porque teu é o Reino, o poder e a glória para sempre. Amém.” (Mateus 6:9-13)

Convidá-los a fechar os olhos e fazer a oração Pai Nosso.

TERCEIRO MOMENTO: 

a) Técnica da água com açúcar: levar para a sala uma jarra transparente com água e açúcar (misturando previamente), servir um pouco dessa água para que cada evangelizando experimente.

          b) Técnica do balão: dar para cada evangelizando um balão (se o evangelizador preferir pode dar apenas para uma criança, fazendo um sorteio), ou utilizar sacos de plástico transparente, para melhor visualização. Pedir que os evangelizando  encham de ar o balão ou o saco plástico.

          Questionar:

           Qual o sabor da água? A água tem cor? O que será que colocamos na água? Como vocês sabem que é açúcar? Vocês estão vendo o açúcar? O que tem dentro do balão? O ar possui cor? E forma?  Vocês já viram Deus? Será que ele existe?Como vocês sentem a existência de Deus?

          Comentários do evangelizador: Assim como vocês sentem a água doce e não enxergam o açúcar, percebem que o balão está cheio, mas não enxergam o ar dentro dele, assim é com relação a Deus, não O enxergamos, mas Ele existe e está presente em todas as coisas da criação.

QUARTO MOMENTO: Construir uma maquete da Natureza.


Siga o link para ver a atividade: Maquete da Natureza: 

PRECE FINAL 

Nenhum comentário: