7 de março de 2015

Aula - BENS MATERIAIS E BENS ESPIRITUAIS


Objetivos:
  •       Alertar sobre o apego aos bens terrenos: um dos maiores obstáculos ao nosso adiantamento moral e espiritual.
  •     Compreender que tudo aquilo que possuímos nessa vida nos foi dado por Deus para nosso progresso espiritual e nada levaremos dessa vida, senão as conquistas intelectuais e morais.
  •       Conscientizar o evangelizando quanto à importância de adquirirmos os valores espirituais, pois estes são os verdadeiros bens do espírito, e são os que o acompanharão durante todo o seu processo evolutivo.
  •       Identificar que no Reino de Jesus as maiores riquezas são as virtudes morais e espirituais.


Referências – O Evangelho Segundo o Espiritismo
 Cap. 2 – MEU REINO NÃO É DESTE MUNDO


Abordagens atuais:
 Mostrar às crianças que os bens espirituais e morais são os mais importantes e, independente da condição financeira ou social, todos podem “adquiri-los” através das boas ações.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Harmonização com músicas

Prece inicial

Primeiro momento: 
Distribuir papel e lápis e pedir aos evangelizando que: “Escrevam no papel, algo que você possua de mais valor e importância, e seja qual for ele, ganhará esses bombom”.

Após escreverem, pedir que cada um leia o que escreveu.

Aquele (s) evangelizando (os) que apresentar uma resposta que seja de valor espiritual, ganha os doces.
Se não houver a resposta almejada, passa-se para a dinâmica seguinte. 

E no final da aula voltar a fazer a mesma dinâmica, perguntá-los “o que de maior valor e importância eles possuem”.

Segundo momento:

Na vida aprendemos a cultivar e guardar coisas materiais, a exagerar, exceder acumulando e apenas desejando coisas supérfluas, sem preocupação em praticar as virtudes do coração, que é um grande erro.
E quando exageramos com as coisas passamos a acumular, como roupa, sapato, dinheiro, enfim, bens materiais; e ter atitudes egoístas apenas pensando em nós mesmos.
Recebemos da vida muitos tesouros: bens materiais, amizades, nossas famílias e muitos mais. Porém, alguns são mais valiosos do que outros.

O verdadeiro sábio é aquele que sabe dar o valor correto para cada um deles.
E, por acaso, existe bem mais precioso, mais caro e mais importante no mundo do que nossas famílias, amigos?
Deus, em toda Sua sabedoria, nos reúne em famílias a fim de que elas nos sejam laboratório de experiências.
Afinal de contas, como podemos almejar o amor ao próximo, o perdão, a caridade, a paciência e todas as outras virtudes, quando não as colocamos em prática nem ao menos com aqueles que são nosso próximo mais próximo?
Quarto momento: FIXANDO O TEMA.

Os bens materiais são importantes? Por quê? (É preciso dinheiro para viver, para manter-se materialmente.)

Por que algumas pessoas têm muito dinheiro e outras nem tanto? (Reencarnamos ricos ou pobres para aprender e evoluir, de acordo com a necessidade daquela existência.)

É mais importante adquirir os bens materiais, que as morais? (Não são mais importantes, os valores espirituais, que são os verdadeiros bens do espírito, e são os que o acompanharão durante todo o seu processo evolutivo. Os materiais são importantes para nossa sobrevivência na Terra. Devemos adquirir o bom costume de ter uma vida simples sem excessos.)

É preciso de muito dinheiro para ser feliz? (Não. Deus nos dá o que necessitamos para evoluir e sermos felizes nessa encarnação. E Jesus ao passar na terra demonstrou que bens materiais que devemos preservar devem ser apenas para a subsistência do corpo físico porque a felicidade está na humildade, simplicidade, no perdão das ofensas e etc.)

É necessário ter muito dinheiro para ajudar alguém? (Não. Podemos doar amor, atenção, respeito, boas energias, uma prece, entre outras coisas.)

A TV incentiva o consumo? Por quê? (Sim, pois passa à falsa ideia de que precisamos de coisas que não são importantes ou necessárias para nossa vida.)

Será que estamos desejando coisas só porque os outros têm? (Quase sempre sim, o outro tem e nosso orgulho nos motiva a ter também.)

Importante entender que o hábito de ler e conhecer coisas novas é importante para educar-nos o sentimento.

O apego aos bens terrenos é um dos maiores obstáculos ao nosso adiantamento moral e espiritual. Tudo aquilo que possuímos nessa vida nos foi dado por Deus para nosso progresso espiritual e nada levaremos dessa vida, senão as conquistas intelectuais e morais. 

Se dermos valor ao que possuímos materialmente, vamos descobrir que a matéria é destruída e acaba, mas os valores do coração são um bem que não pode ser destruído.

Jesus ensinou: “Onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração.” Mateus – 6: 21
"Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu". (Mateus 6:19-20).

Tudo que acabamos de conversar, Jesus ensinou com essa frase.
Com isso Jesus queria dizer, que os bens da Terra as coisas materiais podem ser tirados de nós, eles são perecíveis, passageiros e de pouca duração, eles não são tesouros realmente, pois não podemos levá-los para a pátria espiritual.
Seriam então desprezíveis? Não, eles são de uso para a nossa vida material, portanto necessários. Jesus quis somente demonstrar que não são os verdadeiros tesouros. São necessários somente para nossa vida material, são bens de empréstimo e uso provisório.
Nosso Amigo divino nos aconselha amealhar, juntar, conquistar os verdadeiros tesouros, os tesouros imperecíveis (que dura muito tempo; eterno) e estes são os bens do Espírito.
Onde estiverem os bens adquiridos, estará o nosso coração, quer dizer a nossa felicidade. As coisas caras e os prazeres materiais que requerem dinheiro não duram para sempre, nem podem ser adquiridos a qualquer tempo. Seremos mais felizes se dermos valor aos bens singelos e às boas sensações do espírito, que podemos cultivar em qualquer tempo. Aquele que só se importa com as coisas do corpo tem seu tesouro no plano físico e a ele fica preso ao morrer, o que dificulta muito seu crescimento espiritual.
Precisamos alimentar a alma da mesma forma que nosso corpo tem necessidade de alimento. Como assim? A alma se alimenta das sensações, dos prazeres e de sentimentos bons. Quanto mais suave for o alimento, mais saudável será a alma.
Aquele espírito que se "alimenta" com coisas pesadas como álcool, drogas, cigarro, ódio, inveja, mentira, acaba por adoecer o corpo e o espírito.
Tudo isso quer dizer que devemos tratar os bens materiais, o dinheiro como coisas necessárias, sem apego, porque ele é importante para a vida na T erra e precisamos estar conscientes quem é o dono de quem. Não podemos ser escravos dele, em momento nenhum. A falta dele não é o fim do mundo, embora pareça, algumas vezes.
É preciso amar e não se esquecer de vigiar nossos pensamentos, para não cairmos em tentações. Como dissemos tudo o que é material aqui permanece. No Céu não há ladrões, não há ferrugens nem traças ou cupins. Disse Jesus, "Onde está o teu tesouro, ai está o teu coração".
Se nosso tesouro, são as coisas materiais, ali estará o nosso coração e por isso sofremos, quando as vemos danificadas ou roubadas. Não devemos nos preocupar demasiado com as coisas materiais. Deus vela por seus filhos e nada lhes faltará.


COMO ADQUIRIR "TESOUROS NO CÉU":

Nos exemplos de valores espirituais como:
•A generosidade, em vez do egoísmo.
•A sinceridade, em vez da mentira.
•A doçura, em vez da violência.
•A bondade, em vez da crueldade.
•A honestidade, em vez da corrupção.
•A justiça, em vez da injustiça.

•A coragem, em vez da covardia.
•O amor, em vez do ódio.
•A compaixão, em vez da indiferença.
•A solidariedade, em vez da inveja.
•A amizade, em vez da inimizade.
•A boa vontade, em vez da intolerância.
•A compreensão, em vez da prepotência.
•A humildade, em vez da arrogância.



Quarto momento: 
Jogo - Torta para o grupo
Objetivo: responder as perguntas e não receber nenhuma torta para o grupo.

Vamos precisar de:
Desenhos de tortas (10 cm de diâmetro). Apito. Perguntas. Dois objetos iguais.

Os grupos dispostos em 2 grupos. A cada rodada de perguntas, um participante diferente tem que
responder a pergunta. Um participante de cada grupo será colocado diante de uma mesa que conterá
os dois objetos idênticos, um na frente de cada concorrente.
O Evangelizador-monitor faz a pergunta e os evangelizando participantes, com as mãos para
trás, devem aguardar o apito do evangelizador-monitor para pegar o objeto. Quem souber a resposta
e pegar o objeto primeiro, responde a pergunta. Se acertar, ponto para sua equipe e torta para o
outro grupo. Se errar, ponto para o outro grupo e torta para a sua equipe.
Ganha o grupo que não receber tortas ou que tiver recebido menos tortas.
Prece Final

QUESTÕES DO JOGO  “Torta para o grupo”

1.      O que é preciso ter para aceitar as dificuldades que Deus colocou em seu caminho? (Fé, Resignação)
2.    Explique a frase dita por Jesus “Onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração.”
3.      Diferencie: valores materiais e valores espirituais.
4.      O que você precisa ter para dividir seu lanche com o seu colega que tem fome. (GENEROSIDADE)
5.      É falso dizer que os valores do espírito são mais importantes que os materiais?
6.      O que é preciso ter ao falar com seus pais. (Respeito, carinho).
7.      O que você precisa praticar dentro e fora da casa espírita. (CARIDADE)
8.      O que você deve fazer para ajuntar tesouros espirituais no coração conforme Jesus ensinou?
9.      A felicidade real depende do que? (Das virtudes que amealhamos na alma)
10.   O que é preciso ter para as dificuldades dos outros. (Compreensão, tolerância)
11.   O que pode ser obstáculo para nosso adiantamento moral/espiritual, para se adquirir virtudes? (apego aos bens terrenos)
12.   Tudo aquilo que possuímos nessa vida nos foi dado por Deus, riqueza, beleza, família. Por qual motivo? (para nosso progresso espiritual, e nada levaremos dessa vida, senão as conquistas intelectuais e morais.)
13.   O que é preciso ter quando uma pessoa nos ofende, fala mal de mim, fofoca sobre mim, humilha?(PERDÃO)
14.   O que impede de cair em tentação, e nos ajuda agir certo na vida, sendo justos e bondosos? (Vigilância nos pensamentos e atitudes)
15.   O que é preciso ter quando você quer algo agora, mas sabe que deve aguardar a hora que os seus pais tenham condições de comprar, e se necessário. (RENÚNCIA)
16.   É necessário ter muito dinheiro para ajudar alguém? (Não. Podemos doar amor, atenção, respeito, boas energias, uma prece, entre outras coisas.)
17.   O que realmente traz felicidade a nossa vida? (os bens do espírito)
18.   Na nossa vida encontramos pessoas difíceis, que não temos simpatia. O que precisamos aprender a ter com elas? (Amar, ter carinho e respeito)
19.   O que você precisa ter para reconhecer seus defeitos e, se melhorar como ser humano. (Força de vontade)
20.   Como podemos transformar sentimentos negativos em sentimentos bons? (Praticar Virtudes; Esforço em ser caridoso e benevolente com todos os semelhantes)
21.   O que você precisa ter com seus estudos dentro e fora da casa espírita. (Dedicação, praticando tudo que se aprende com o semelhante)
22.   Se você possui muitos bens materiais, como você pode fazer para aproveitar com sabedoria e amor, os bens materiais que possui? (Não acumulando fortunas apenas para si e família, auxiliar praticando a caridade material em benefícios de pessoas muito pobres).

Um comentário:

André disse...

Ótimo blog. Tenho dois filhos, um de 6 e outra de 8 anos. Uso parte do seu blog como material para o Culto do Evangelho no Lar. Parabéns e continue publicando!