19 de outubro de 2009

Aula - Lei de Igualdade

PLANO DE AULA

LEI DE IGUALDADE

OBJETIVO: Conscientizar os evangelizandos que, perante Deus, somos todos iguais, filhos do mesmo Pai e irmãos. Despertar para os verdadeiros valores da vida.
HARMONIZAÇÃO COM MÚSICAS
PRECE INICIAL

PRIMEIRO MOMENTO: Contar a história: A Salada (Sem comentar sobre o tema a ser dado).
SEGUNDO MOMENTO:
MOTIVAÇÃO:
1 – Após a história pedir para que digam - baseados na história - qual será o tema da aula de hoje? (tempo para pensarem).
2 –
a) Pedir a cada evangelizador para se descrever (altura, tom de pele, cor dos olhos alto/baixo, gordo, magro etc.)
b) Pedir que eles analisem as diferenças entre os evangelizadores da classe.
Explicar: Essas diferenças físicas entre nós (evangelizadores) constituem a nossa identificação.
Essas exterioridades significam que eu sou melhor que ele ou ele melhor que eu?(sim, não, por quê? Explorar)
SEGUNDO MOMENTO:
DESENVOLVIMENTO:
a) Pedir para as outras crianças que digam quais são as diferenças entre elas.
Provavelmente elas só dirão diferenças físicas.
Peça que diferenciem outras características além das físicas, como idade, gostos, etc.
Obs.: Ficar atento ao que pode surgir como comparações desagradáveis.
b) Peça agora para dizerem o que há de igual entre elas. Escute as respostas e esclareça se necessário.
GANCHO: No entanto, há alguém que vê a todos nós de uma forma só: Deus. Diante de Deus somos todos iguais. É o que a gente chama de Lei da Igualdade.
c) Perguntar: Mas o que será que isso quer dizer? Será que Deus nos vê todos do mesmo tamanho, da mesma cor de pele, olhos e cabelos?
Responder: Não é bem assim.
Explicar: Apesar de que Deus não se importa nem um pouco com quem é branco ou negro, rico ou pobre, alto ou baixo homem ou mulher, Ele sabe dessas diferenças.
Sermos iguais diante de Deus quer dizer que Deus nos ama igualmente, sejamos pobres ou ricos, brancos ou negros, altos ou baixos, ou ainda, bons ou maus.
Todos teremos o mesmo destino: a evolução e a felicidade plena.
Todos tivemos o mesmo começo: simples e ignorantes.
Estamos sujeitos à mesmas leis da natureza.
Nascemos, crescemos e morremos.
Somos espíritos em caminhada de evolução.
Temos qualidades e defeitos.
Entre muitas outras semelhanças.
d) Perguntar: E por que na Terra existem homens ricos e pobres?
Responder: Por dois motivos:
1. Por causa das diferenças das capacidades (talentos) e pelo empenho pessoal durante a vida.
2. Porque Deus dá provas diferentes a homens diferentes na reencarnação:
· Na riqueza, o homem tem que suportar não fazer todo o mal que o dinheiro lhe permite realizar.
· Na pobreza, o homem passa pelas dificuldades da escassez da matéria (alimentação, vestuário, etc.), devendo suportar sem queixas, resignado.
Comentar: As diferenças que existem entre os homens na Terra, são conseqüência exclusiva de sua sociedade injusta. Deus, na sua infinita sabedoria, usa isso para fazer o bem.
As pessoas são diferentes nos corpos, roupas, costumes, línguas, sexo, brinquedos... Em suas necessidades (materiais e emocionais), sentimentos, direitos, inteligência...
Temos vidas e pensamentos diferentes, mas somos iguais em muitas coisas, não é mesmo? Muito bem, pois nós somos Espíritos. Vocês acham que os Espíritos são diferentes, antes de viver na Terra? No que eles são diferentes? São diferentes, pois não têm corpos e uma vida na Terra (os espíritos vivem no mundo espiritual). E no que eles são iguais? Essencialmente somos seres iguais, pois Deus nos criou iguais, mas somos nós que fazemos escolhas diferentes e seguimos caminhos diferentes. Se Deus criasse um Espírito para ser príncipe e outro para ser pobre, ele não seria justo com estas duas criaturas. O que ele faz é nos criar iguais e nos dar o direito de escolher, colhendo aquilo que plantamos numa mesma existência ou em várias (lembrar aula reencarnação e lei de causa e efeito).
TERCEIRO MOMENTO: ATIVIDADE: Jogo dos 10 erros, caça palavras.
PRECE FINAL
ATIVIDADES:


2 comentários:

Anônimo disse...

Fico muito feliz com os conteúdos encontrados no blog, são muito úteis para as aulas.

Obrigada pelo trabalho!

Anônimo disse...

o tema e a aula são perfeitos, mas não contem a historia nem um link para acessa-la. Uma pena