20 de abril de 2011

Aula - Renovação Espiritual 3º Ciclo

AULA

RENOVAÇÃO ESPIRITUAL

3º Ciclo (11 A 12 anos)

Prece inicial

Primeiro momento: Leitura da estória “Renovação de atitudes”.

Segundo momento: conversa dialogada.

A medicina terrena trata das enfermidades do corpo físico, o Espiritismo trata das enfermidades do espírito (estando ele encarnado ou não). O médico nos escuta, analisa, faz exames e nos recomenda um tratamento. A Casa Espírita, nos escuta, analisa, consola, e também nos recomenda mudanças de atitudes; mas esta vai mais além em nosso benefício, pois nos fornece o passe magnético, a água fluidificada e em alguns casos tratamentos de desobsessões.

Mas assim como no caso do paciente enfermo, se quisermos melhorar, cumpre que façamos a nossa parte mudando as nossas tendências negativas, ou ficaremos indefinidamente tomando remédios, realizando caminhadas, fazendo ginásticas, recebendo passes, tomando água fluidificada...

Emmanuel, em uma de suas mensagens no diz: “O pastor conduz o seu rebanho, mas são as ovelhas que andam com as próprias pernas”.

Sabemos então que para evoluirmos espiritualmente temos que realizar a nossa Reforma Íntima.

Terceiro momento: Questionar os evangelizandos.

· O que é Reforma Íntima? Transformação moral que deve ser operada em nós mesmos. Ela deve ser compreendida como a chave mestra para o sucesso de sua melhora interior e, conseqüentemente, da sua felicidade exterior.

· Por onde começar? Pelo autoconhecimento e autocrítica.

· O que fazer? Realizar atos isolados, no dia-a-dia levando-nos a melhorar as nossas atitudes, alterando para melhor a nossa conduta aproximando-a tanto quanto possível do ideal cristão.

“Pequenas mudanças, quando feitas repetidas vezes, tornam-se hábitos”.

A natureza não dá saltos. A modificação de nossos pensamentos é base fundamental para a nossa reforma íntima. Desta forma, é natural que neste processo ora estejamos sintonizados com vibrações positivas, ora sintonizados com vibrações inferiores. Isto é exatamente o processo de reforma íntima. Ou seja, não sairemos de um estágio diretamente para outro.

Não nos esqueçamos de que as coisas materiais são transitórias e que só levaremos para o mundo espiritual as nossas conquistas espirituais, conseguidas através de nossa renovação íntima.

Quarto momento: Contar a história “Explicações do Mestre” do livro Jesus no Lar psicografia de Francisco Cândido Xavier pelo Espírito Neio Lucio.

Quinto momento: Atividade - Substitua os números pela letra correspondente e descubra a frase (Todas as modificações para o bem tem de começar no íntimo de cada um).

Quinto momento: O evangelizador entrega uma lista para cada criança com algumas situações vivenciadas por nós. As crianças deverão encontrar soluções para mudar aquelas situações no decorrer do ano. (poderá ser feito em grupo). Exemplos de situações:
- não simpatizo com meu vizinho;
- não tenho hábito de dialogar com meus familiares;
- vou mal na escola, não estudo;
- não tenho paciência com meu pai

Prece de encerramento

Renovação de atitudes...

Um jovem foi ao médico, queixando-se de dores abdominais. Tendo sido atendido pelo médico, este atencioso, realizou exames, fez entrevistas, e ao final chegou ao diagnóstico: Cirrose hepática, doença do fígado por ingestão de bebida alcoólica. Receitou um tratamento, onde o paciente deveria tomar uma medicação, fazer caminhadas diárias, ao final da caminhada realizar algumas ginásticas. O paciente saiu satisfeito, pois veria-se livre de suas dores. Ao final de um mês, retornou novamente o paciente ao consultório médico, onde o doutor o atendeu solícito.

- Há doutor! O tratamento não deu resultado, pois continuo a sentir dores.

O profissional estranhou, pois tinha confiança em seu diagnóstico, mas voltou a examiná-lo.

- O senhor tomou o remédio que lhe receitei?

- Sim senhor doutor, certinho, três vezes ao dia!

- O senhor fez as caminhadas para melhorar a circulação?

- Cinco quilômetros todos os dias doutor!

- O senhor fez as ginásticas como recomendado?

- Uma hora diária após as caminhadas doutor!

- O senhor parou de beber?

- Não doutor... doutor continua doendo...

Reforma Íntima

Grupo Espírita Seara do Mestre

A Doutrina Espírita esclarece a respeito da transformação moral que deve ser operada em nós mesmos. Somos todos iguais perante Deus, nosso Criador. Ele nos dá a oportunidade, através de inúmeras encarnações, de modificar o nosso interior, pois possuímos o gérmen divino que dormita em nossos corações.

É imprescindível uma mudança de dentro para fora, sendo necessário identificar todos os sentimentos negativos, como o orgulho, o egoísmo. Vigiar pensamentos, atos e atitudes. A reforma é lenta e gradativa e exige persistência. Através da leitura de bons livros, de palestras edificantes, do estudo que nos eleva espiritualmente, da busca do conhecimento e esclarecimento, vamos nos auto-conhecendo para proporcionar a colocação de valores positivos em nossas vidas.

Necessário se faz, ainda, julgarmos a nós próprios, ignorar os defeitos alheios, empregar o perdão, aniquilar com a maledicência, exercitar a caridade, anular as ofensas.

Nosso modelo e guia é Jesus, que há dois mil anos veio nos mostrar a melhor forma de caminhar até a perfeição, ensinando-nos a amar a Deus e aos nossos irmãos como a nós mesmos.

Muitas vezes, a dor nos bate à porta. Trata-se de uma alerta de que algo em nós não está de acordo com a Justiça Divina. São ocasiões que nos oportunizam melhorias mais intensas.

Também através da convivência com a nossa família e amigos observaremos a ocorrência de mudanças, num exercício diário de despertar virtudes e dominar más tendências.

Grande auxílio, nesse fim, nos proporciona a oração. Quando feita com fé e vibração, ela nos liga ao Pai Celeste e torna receptivos coração e mente às energias que fortalecem o espírito. Além disso, deixa-nos em sintonia com benfeitores espirituais que nos auxiliam na busca do bem viver, estimulando o amor, esse sublime sentimento que conduz à felicidade, à paz interior e à harmonia.

Neste mundo de provas e expiações, onde nos deparamos com inúmeras dificuldades e desentendimentos, sejamos tal qual uma pequena luz, a irradiar esperança, fé, otimismo, alegria. Aprendamos a valorizar as pequenas maravilhas que Deus nos oferece todos os dias, incondicionalmente...

E quem sabe, a partir de agora, cultivaremos melhor aqueles gestos tão simples, mas tão poderosos e importantes: as palavras de gentileza, a saudação jovial e vibrante, o aperto de mão firme e o abraço caloroso, o permanente sorriso no rosto, aberto e sincero...

Evitemos queixas e lamentações, respondendo sempre aos cumprimentos com um "Eu vou bem!". Pois, apesar de eventuais dificuldades, na qualidade de filhos de Deus, possuímos enorme força interior, capaz de vencer qualquer desafio. Dispomos de amparo e de infinitas bênçãos divinas, basta saber ver e direcionar a nossa vontade.

Ao acordar pela manhã, agradeçamos a oportunidade de recomeçar tudo outra vez, de corrigir, de acertar, de melhorar! Mentalizemos bons propósitos para o dia que inicia. E à noite, agradeçamos por tudo o que passou, bons ou difíceis momentos. É importante fazer uma avaliação diária de nossas atitudes. Assim, com o desejo sincero da reforma íntima, vamos trocando valores negativos por positivos.

Através de nossa conduta moral elevada, com nosso exemplo, influenciaremos os que estão a nossa volta, sendo instrumentos de Jesus a transmitir os seus ensinamentos, que são todos de amor.

A única maneira de nos unirmos a Deus é com a auto-reforma. Ele espera pacientemente cada um de nós, sem violentar nosso livre-arbítrio, para que atinjamos a perfeição, a felicidade absoluta, e nos unamos em uma grande e fraterna família universal.

Aproveitemos as oportunidades presentes para apressar nossa evolução, através de melhoria íntima. Nosso Pai sempre nos dá novas chances, mas nunca iguais a estas. Na encarnação atual essa pode ser a última oportunidade, e talvez amanhã não haja mais tempo. Portanto, não adiemos a felicidade para amanhã!

Boletim Informativo Seara - Ano II Nº 15 Fevereiro de 2000

EXPLICAÇÕES DO MESTRE

Em plena conversação edificante, Sara, a esposa de Benjamim, o criador de cabras, ouvindo comentários do Mestre, nos doces entendimentos do lar de Cafarnaum, perguntou, de olhos fascinados pelas revelações novas:

-A idéia do reino de Deus, em nossas vidas, é realmente sublime; todavia, como iniciar-me nela? Temos ouvido as pregações à beira do lago e sabemos que a Boa Nova aconselha, acima de tudo, o amor e o perdão... Eu desejaria ser fiel a semelhantes princípios, mas sinto-me presa a velhas normas. Não consigo desculpar os que me ofendem, não entendo uma vida que troquemos nossas vantagens pelos interesses dos outros, sou apegada aos meus bens e ciumenta de tudo o que aceito como sendo propriedade minha.

A dama confessava-se com simplicidade, não obstante o sorriso desapontado de quem encontra obstáculos quase invencíveis.

-Para isso – comentou Pedro -, é indispensável a boa-vontade.

-Com a fé em Nosso Pai Celestial – aventurou a esposa de Simão -, atravessaremos os tropeços mais duros.

Em todos os presentes transparecia ansiosa expectativa quanto ao pronunciamento do Senhor, que falou, em seguida a longo silêncio:

-Sara, qual é o serviço fundamental de tua casa?

-É a criação de cabras – redargüiu a interpelada, curiosa.

-Como procedes para conservar o leite inalterado e puro no benefício doméstico?

-Senhor, antes de qualquer providência, é imprescindível lavar, cautelosamente, o vaso em que ele será depositado. Se qualquer detrito ficar na ânfora, em breve todo o leite se toca de franco azedume e já não servirá para os serviços mais delicados.

Jesus sorriu e explanou:

-Assim é a revelação celeste no coração humano. Se não purificamos o vaso da alma, o conhecimento, não obstante superior, se confunde com as sujidades de nosso íntimo, como que se degenerando, reduzindo a proporção dos bens que poderíamos recolher. Em verdade, Moisés e os Profetas foram valorosos portadores de mensagens divinas, mas os descendentes do Povo Escolhido não purificaram suficientemente o receptáculo vivo do espírito para recebê-las. É por isto que os nossos contemporâneos são justos e injustos, crentes e incrédulos, bons e maus ao mesmo tempo. O leite puro dos esclarecimentos elevados penetra o coração como alimento novo, mas aí se mistura com a ferrugem do egoísmo velho. Do serviço renovador da alma restará, então, o vinagre da incompreensão, adiando o trabalho efetivo do Reino de Deus.

A pequena assembléia, na sala de Pedro, recebia a lição sublime e singela, comovidamente, sem qualquer interferência verbal.

O Mestre, porém, levantando-se com discrição e humildade, afagou os cabelos da senhora que o interpelara e concluiu generoso:

-O orvalho num lírio alvo é diamante celeste, mas, na poeira da estrada, é gota lamacenta. Não te esqueças desta verdade simples e clara da Natureza.

Jesus no Lar – Francisco Cândido Xavier

pelo Espírito Neio Lúcio

ATIVIDADE

Substitua os números pela letra correspondente e descubra a frase:

1 - A

5 - E

9 - I

13 - N

17 - R

21 - V

2 - B

6 - F

10 - J

14 - O

18 - S

22 - Ç

3 - C

7 - G

11 - L

15 - P

19 - T

4 - D

8 - H

12 - M

16 - Q

20 - U


________________________ __________

19 14 4 1 18 1 18

__________________________________________________

12 14 4 9 6 9 3 1 22 14 5 18

___________________ ______ _______________

15 1 17 1 14 2 5 12

_______________ __________

19 5 12 4 5

_______________________________ ____________

3 14 12 5 22 1 17 13 14

____________________________ __________

9 13 19 9 12 14 4 5

_________________ ___________

3 1 4 1 20 12

Emmanuel

RESPOSTA: Todas as modificações para o bem tem de começar no íntimo de cada um. (Emmanuel)

* Desconheço a fonte

Um comentário:

Debhorah Gadelha disse...

Voltei a evangelizar recententemente na fundação Allan Kardec e seu blog tem sido fundamental em minhas aulas.
Obrigada!


essa foi uma de minhas aulas baseada no seu blog
http://www.facebook.com/photo.php?fbid=455857237771136&set=a.210525898970939.51849.100000405927740&type=3&theater